As empresas juniores existem no Brasil desde a década de 80, mas essa ideia só tomou conta do país tempos depois. Hoje, são mais de 2 mil instituições que possuem cadastro e que estão com diversos  projetos em ação.

A maioria dos clientes são micro e pequenos empresários, por isso esse modelo empreendedor é de grande importância para a economia e o mercado de trabalho.

Mas o que é uma empresa Júnior?

Empresa Júnior (EJ) é uma associação sem fins lucrativos formada e administrada por estudantes de um curso superior que têm o objetivo de apresentar e praticar o que foi aprendido em sala de aula.

As EJ são supervisionadas por um professor acadêmico. Esse tipo de empresa aproxima o mercado de trabalho dos estudantes e de suas instituições.

Estudantes de diversos cursos de uma mesma Universidade podem fazer parte da mesma empresa e isso é um diferencial, pois abrange vários setores igualmente a uma verdadeira empresa.

No entanto, vale ressaltar que mesmo sem fins lucrativos, não necessariamente todo mundo precisa trabalhar gratuitamente. A empresa pode contratar funcionários, alugar algum espaço para trabalhar e comprar equipamentos com o lucro que a organização tiver. Basta organizar.

Uma empresa júnior (EJ) possui quase todas as responsabilidades de outras organizações, a única diferença são impostos que são pagos.

O processo para abrir uma EJ é basicamente o mesmo de uma empresa normal. A diferença é que como a EJ não tem fins lucrativos, não precisam pagar a maioria dos impostos.

Dessa forma os serviços e produtos de uma Empresa Júnior normalmente são mais em conta do que das empresas tradicionais, mesmo oferecendo produtos de alta qualidade.

As vantagens de um estudante trabalhar em uma empresa Júnior são grandes: a experiência que lhe é adquirida garante vantagens na concorrência do mercado de trabalho, lidar com novos e diferentes desafios profissionais, conviver com diferentes pessoas e ideias, o que é um espelho do mercado, dentre tantas outras vantagens.

Sem sombra de dúvidas você não teria as mesmas experiências num estágio comum.

Para ingressar em uma EJ, em geral, você deve participar de um processo seletivo como em uma concorrência para um emprego comum: com provas, dinâmicas de grupo e entrevistas.

De fato as Empresas Júnior se destacam como uma excelente alternativa para as empresas, para as instituições, já que elas ganham mais visibilidade quando incentivam esse tipo de modelo empreendedor, e principalmente os estudantes, que se destacam no início de sua carreira no mercado de trabalho, com uma bagagem profissional.